Não se engane, o alerta está ligado nos Rams.

Um dos times mais badalados de 2018 é o Los Angeles Rams, comandado pelo já bastante respeitado Head Coach Sean McVay. Dono do segundo melhor ataque geral da NFL, só perdendo, pasme, para os Buccaneers, os Rams estão em segundo lugar em pontos por jogo (34,9), jardas totais, com 439,9, sendo 300,5 aéreas (4º na liga neste critério) e 139,4 no chão (também 4º).

Resultado de imagem para Jared Goff Todd Gurley HD

O quarterback da equipe, Jared Goff, é o quarto em jardas lançadas, possuindo uma das melhores médias por jogada (9,1), além de ficar em 6º lugar em touchdowns. O principal jogador ofensivo da equipe, Todd Gurley, vem tendo um maravilhoso ano com 1649 jardas totais (contando corridas e passes recebidos), além de 19 touchdowns.

A partida com o menor número de jardas totais do Rams foi contra o San Francisco 49ers na semana 7, onde totalizou 339 jardas, sendo 193 aéreas e 146 corridas. Coisa que não acontece sempre, pois em 9 dos 11 confrontos que ocorreram na temporada, este número total foi de 400 ou mais.

Dito tudo isso, a conclusão que se chega é que se existe um problema nos Rams, definitivamente não é do lado ofensivo. O problema, entretanto, não só existe como está cada vez mais evidente no lado defensivo.

Resultado de imagem para Rams Defense

Desde a derrota para os Saints na semana 9 que a equipe azul e dourada de Los Angeles viu os números crescerem de uma maneira negativa. Sua média de jardas totais cedidas era, até então, de 331,37 por jogo, tendo sólidos números especialmente contra o jogo corrido, com 54 jardas cedidas cada contra os Cardinals e Vikings, além de 60 contra os Broncos. Se analisarmos as últimas três partidas o número aumenta significativamente, virando 439,25 a cada confronto. É um aumento expressivo de 107,88 jardas. Por mais que tenha continuado a ser uma equipe que força muitos turnovers (só no jogo com os Chiefs foram 5, por exemplo), este alto número de jardas cedidas uma hora vai ter seu preço.

Vamos comparar números defensivos de Los Angeles com dois adversários de NFC, começando pelo Chicago Bears:

Resultado de imagem para Chicago Bears Defense

A defesa do time da cidade dos ventos cedeu 350 jardas totais ou mais em 3 oportunidades (tendo perdido as 3), enquanto no lado dos Rams foram 9 vezes, tendo perdido obviamente apenas uma vez, para os Saints, porém tendo lançado mais jardas que levado em 7 desses jogos (apenas New Orleans e Oakland que não). O que isso significa? Que o dia onde o ataque comandado por Jared Goff não consiga impor seu ritmo, se depender da defesa a coisa não vai andar. Ou seja, os Rams vivem rodada após rodada esperando que pontos sejam feitos, pois pontos serão tomados, ou ao menos oportunidades serão geradas para isso. Um exemplo é o próprio jogo contra a equipe comandada por Drew Brees, onde McVay e os Rams produziram menos jardas ofensivas que cederam defensivamente.

Resultado de imagem para Dallas Cowboys Defense

Outro grupo que dificilmente cede muitas jardas é o do Dallas Cowboys. Foram apenas 4 jogos com 350 jardas ou mais cedidas e também 4 jogos com 100 jardas ou mais corridas. O dinâmico ataque com Alvin Kamara e Marvin Ingram, por exemplo, teve um total de apenas 65 jardas contra esta defesa, isso,claro, sem falar nas assustadoras 111 jardas aéreas. Se o time conseguiu segurar esse explosivo ataque com Drew Brees e companhia, o que faz acreditar que não conseguiria contra Goff, Gurley, Cooks e Woods?

Pode parecer absurdo falar isso, eu sei, mas não se engane, com estes problemas subindo à superfície, que outrora estavam submersos, dificilmente os Rams conseguiriam terminar sua temporada vencendo o Super Bowl. Como sempre falo no 45 jardas, o que ganha campeonato não são grandes defesas, nem grandes ataques, mas sim sólidos ataques com sólidas defesas. É o equilibrio sempre.

 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *