Friday Night Lights – Drew Pyne

O Friday Night Lights de hoje é diferente do que vocês estarão acostumados a ver em 2019. Não irei falar nesse texto sobre um atleta que irá para a NCAA nesta temporada, mas sim apenas em 2020. Sim, irei destacar um jogador que ainda vai entrar em seu último ano de High School. Seu nome é Drew Pyne.

Pyne é da cidade de New Canaan, em Connecticut e joga na escola de mesmo nome da cidade. Considerado o melhor jogador do seu estado natal e sétimo melhor QB pro-style da classe 2020 de acordo com o site 247sports, recebeu oferta de bolsa de estudos de 25 Universidades, incluindo grandes e tradicionais escolas como USC, Texas, Alabama, Michigan, Florida, Oklahoma, Florida State e Notre Dame. Decidiu se tornar um Fighting Irish.

É surreal pensar que já em 2016, com 14 anos, o jovem atleta recebia diversas sondagens, incluindo da Crimson Tide. E você ai pensando que a dinastia de Alabama podia acabar, né? Recrutamento com Nick Saban não tem idade!

Pyne vem mostrando evolução em diversos aspectos ao longo das três temporadas como QB titular de New Canaan, conquistando até aqui 7304 jardas, 81 touchdowns e apenas 28 interceptações. Sua média de passes completados é de 62,9% e a cada passe tentado são, em média, 13,5 jardas que sua equipe consegue.

Em 2018 evoluiu praticamente todos os critérios, só diminuindo na média de jardas por passe, que ficou em 12,7. Entretanto, seu número de tentativas passou de 283 como sophomore para 317, sua porcentagem subiu de 59,7% para 64,7% e o rating de 99,8 para 113,8.

Pyne também vem diminuindo o número de carregadas com a bola, mostrando que vem evoluindo para se tornar cada vez mais um pocket passer em essência. Ainda sim, quando corre está causando mais impacto, subindo de 2,9 jardas por carregada para 4,0, porém são em situações pontuais da partida. Um exemplo disso é o número de touchdowns, que diminuiu de 7 em 2017 para 2 em 2018. Pyne está focando em lançar mais e mais e isso é importante.

Ian Book será senior em 2019 e Drew tem condições de carregar o bastão de titular no ano seguinte. É um dos melhores talentos que vi desde que comecei a acompanhar High School Football e aposto alto que iremos nos divertir com sua habilidade no futebol americano universitário.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *