• Mateus Fernandes

Power Rankings: Semana 2



A semana do terrível 0-2 ou do perfeito 2-0. Os números indicam que esses começos são ótimos para prever futuro sucesso na temporada. Mas, de qualquer forma, ainda é muito cedo e é melhor não esquecer que em 2020 temos uma vaguinha a mais nos playoffs para cada conferência. Tivemos vitórias convincentes (olá Rams), derrotas acachapantes (olá Lions) e um clássico instantâneo entre dois dos quarterbacks mais divertidos de assistir nesse começo de temporada (olá Cam e Russ). Então, sem mais delongas, vamos ao ranking.

1 (1) - Kansas City Chiefs - 2-0

Uma vitória mais dura do que o esperado contra um Chargers que teve que jogar o calouro Herbert na fogueira, mas a magia de Mahomes e Butker (alguém de algumas decisões questionáveis de LA) salvou. Um começo devagar desse ataque, que vai ter que encontrar o seu ritmo no próximo domingo.

2 (2) - Baltimore Ravens - 2-0

Não foi o melhor dia de Lamar e mesmo assim Baltimore dominou com tranquilidade, esse é o sinal de um grande time. O duelo contra os Chiefs é essencial na briga pela semana de folga e, até mais importante que isso, a primeira posição no power ranking.

3 (4) - Seattle Seahawks - 2-0

Pela segunda semana seguida Russ cozinhou um prato cinco estrelas. DK Metcalf entortou o melhor jogador defensivo de 2019 e, na hora de decidir a parada, a defesa apareceu. Os Seahawks ainda precisam desesperadamente de um pass rush mas, enquanto o camisa 3 estiver jogando desse jeito, nem o céu é o limite.

4 (5) - Green Bay Packers - 2-0

Pela segunda semana consecutiva Aaron Rodgers teria razão em tentar sair no soco com seus recebedores, mas o Rodgers de 2020 está zen e, quando Aaron Jones está em chamas, a coisa fica mais fácil também. Mais de mil jardas totais, 85 pontos, e uma defesa que segue sólida. Nada mal após uma offseason conturbada.

5 (7) - Buffalo Bills - 2-0

Sim, são vitórias sobre Jets e Dolphins, mas o que realmente importa é que Josh Allen foi basicamente a sua melhor versão nesses dois jogos. O calendário vai engrossar mais um pouquinho, mas não tem como negar que é um começo animador para um dos melhores elencos da liga.

6 (6) - Pittsburgh Steelers - 2-0

A defesa do Steelers está voando, apesar de parecer ter se cansado um pouco no segundo tempo contra Denver a ponto de deixar Jeff Driskel encostar no placar. Isso se dá, em parte, por um ataque ainda inconstante graças a lesões na OL e Randy Fichtner sendo previsível nas chamadas. Tem muito para melhorar ainda nesse time, o que pode ser visto com otimismo já que a tabela mostra duas vitórias e nenhuma derrota.

7 (10) - Los Angeles Rams - 2-0

Sean McVay chamou um dos melhores jogos de sua carreira contra Philly, explorando ao máximo o corpo frágil de linebackers do adversário, e Jared Goff executou tudo com perfeição. Os Rams abriram 2-0 contra os que são, em teoria, os melhores times da NFC Leste. A tabela segue complicada com Buffalo na próxima semana e essa NFC Oeste disputadíssima só vai ser decidida nos duelos divisionais, mas é um começo muito animador.

8 (3) - New Orleans Saints - 1-1

Olha, acho que é sim a hora de se preocupar com Drew Brees. Nos últimos anos a força no braço do QB já não era a mesma nos meses finais da temporada mas, nessas duas primeiras rodadas, além da força a precisão de Brees simplesmente não tem sido a mesma, e isso independe da presença de Michael Thomas. Ele e Sean Payton precisam encontrar soluções rapidamente, por que tá ficando feio.


9 (8) - San Francisco 49ers - 1-1

Apesar da vitória os 49ers caem uma posição simplesmente por que metade do time se machucou. A perda de Nick Bosa, especialmente, é totalmente insubstituível do lado defensivo, e completamente muda o patamar da defesa de SF. Para piorar Shanahan e os sobreviventes voltam ao gramado do MetLife no próximo domingo. Espero que tomem um banho de sal grosso antes.


10 (9) - Tennessee Titans - 2-0

Ganhar no sufoco dos Broncos, apesar de Gostkowski, e dos Jaguars, apesar de Jacksonville estar se saindo um time bem competente, não inspira muita confiança. Dito isso, o importante é o 2-0 e o fato de Ryan Tannehill estar jogando muito bem, mas isso não surpreende quem estava prestando atenção. O que surpreende de verdade é a ressureição de Corey Davis, muito bem vinda com a lesão de A.J. Brown. Agora só falta a defesa ser mais consistente...

11 (14) - Las Vegas Raiders - 2-0

Uma vitória importantíssima e que fez todo mundo abrir os olhos para esse Raiders na estreia da "Estrela da Morte". Derek Carr ainda é conservador demais, mas são duas performances empolgantes e eficientes do ataque. O duelo com New England é complicado e tenha certeza que Bill Belichick vai ter um plano para conter Darren Waller. Defensivamente o time ainda é muito jovem e pode evoluir, o possível retorno do linebacker Nick Kwiatkoski pode ajudar e muito nisso.

12 (13) - New England Patriots - 1-1

Se na semana um vimos o poderio de Cam Newton pelo chão - com sinais positivos pelo ar - na dois vimos (além de mais poderio pelo chão) que o Adulto Cameron realmente está de volta. A interceptação foi feia mas o resto da atuação do QB foi impecável. A defesa, assim como o elenco de apoio de Newton, preocupa, mas isso já era de se esperar com as saídas. Batalha contra os Raiders na próxima rodada será interessantíssima.

13 (12) - Tompa Bay Buccaneers - 1-1

Quando Brady vai bem os recebedores prejudicaram. Uma vitória confortável par tentar colocar as coisas nos trilhos, mas ainda falta bastante para que esse ataque encaixe de verdade. Cabe a Arians e Brady encontrarem o equilíbrio entre o que o HC gosta de chamar e o que o QB se sente mais confortável executando.

14 (11) - Dallas Cowboys - 1-1

Sim, os Cowboys venceram e evitaram o 0-2. Sim, Dak e o resto do time mostraram muita determinação em não ter desistido da partida. MAS, também tenho que levar em consideração a chuva de fumbles no primeiro quarto, a chuva de decisões questionáveis de Mike McCarthy (tentar a conversão de dois pontos perdendo por 9 não foi uma delas), e uma atuação pavorosa da defesa. Dallas vai precisar muito mais do que isso se quiser vencer Seattle

15 (15) - Arizona Cardinals - 2-0

É o queridinho da galera mas ainda não consigo colocar Arizona acima disso. O ataque é divertidíssimo de ver, mas ainda me parece um pouco Kylerdependente demais. Defensivamente, dominou Washington como tem que ser, mas ainda quero ver mais.

16 (19) - Indianapolis Colts - 1-1

Segunda partida seguida onde o ataque dos Colts anda bem - ajudado dessa vez pela defesa que tiltou o ataque de Minnesota - mas teve dificuldades para achar a endzone. T.Y. Hilton começou mal o ano, Parris Campbell se machucou e Rivers não consegue ficar longe das interceptações, mas existe um caminho para esse time ser bem mais produtivo ofensivamente.

17 (18) - Chicago Bears - 2-0

O Chicago Bears não me engana. Trubisky não joga bem mais de um quarto bom por vez, e ainda precisaram de um show de turnovers de Daniel Jones, o que é um bom sinal para a defesa, e converter uma quarta descida com um OL recebendo um passe ricocheteado para segurar essa vitória. 2-0 mais fake da liga.

18 (20) - Cleveland Browns - 1-1

Vencer os Bengals foi bom para aliviar a crescente sensação de pânico e, quem sabe, dar um pouco de confiança para Baker Mayfield. Mas foi contra Cincinnati, não vou me emocionar muito com isso.

19 (21) - Los Angeles Chargers - 1-1

Foi uma derrota, mas a defesa dificultou muito para Mahomes, que precisou fazer mágica (normal para ele) para o jogo ir para a prorrogação. A estreia de Herbert dá pra deixar a torcida otimista (se existir), e ele terá mais chances para se provar já que Tyrod deve ficar de fora por mais tempo APÓS TER SEU PULMÃO FURADO PELO MÉDICO DO TIME.

20 (17) - Philadelphia Eagles - 0-2

Eu nunca fui um grande fã de Carson Wentz, mas parece que tem algo errado com ele fisicamente. É a única justificativa para duas performances tão ruins do QB. A OL não é boa, mas os WRs estão ficando livres e ele simplesmente não acerta o alvo. Preocupante demais.

21 (16) - Minnesota Vikings - 0-2

Existe uma porcentagem da torcida dos Vikings que está começando a acompanhar com carinho os jogos de Clemson, e com razão. A defesa é muito frágil, mas talvez o retorno de Danielle Hunter ajude nesse lado da bola. Ofensivamente, o buraco é bem mais embaixo. Kirk Cousins está perdido sem play-action, os recebedores que não são Adam Thielen dropam tudo e a linha ofensiva é cômica.

22 (27) - Jacksonville Jaguars - 1-1

Ao contrário da primeira semana a derrota veio dessa vez, mas foi uma performance para empolgar a torcida do verdadeiro time da América. O ataque coordenado por Jay Gruden vai dar dor de cabeça para qualquer defesa e a evolução do Jardineiro Fiel impressiona.

23 (23) - Houston Texans - 0-2

O calendário foi cruel com Chiefs e Ravens nas duas primeiras semanas, mas Houston foi completamente dominado nas duas partidas. A defesa é fraca, a proteção a Deshaun é falha, e o Steelers é o próximo oponente. É apenas a terceira semana, mas Houston já tem um jogo de vida ou morte.

24 (22) - Detroit Lions - 0-2

O Lions abriu vantagem de 14x3. O Lions perdeu por 21. Não dá pra confiar nesse time em nenhuma situação. Matt Patricia, supostamente é um técnico especialista em defesas, não consegue fazer nenhum ajuste na sua. Mais uma temporada que está sendo desperdiçada rapidamente.



25 (24) - Atlanta Falcons - 0-2

Essa é uma derrota passível de demissão para toda a comissão técnica de Atlanta. A falta de reação e a cãibra mental dos especialistas no onside kick é inexplicável, assim como é a atuação da defesa pela segunda semana consecutiva.

26 (26) - Carolina Panthers - 0-2

Bridgewater não pode cometer tantos turnovers - foram três contra Tampa - se Carolina quiser ter uma chance para vencer jogos. Mesmo assim, o ataque tem conseguido andar, resta ver se vai continuar assim sem Christian McCaffrey por algumas semanas.

27 (25) - Denver Broncos - 0-2

Pior que a derrota, no que até acabou sendo uma partida disputada contra um Steelers claramente superior, foi perder Drew Lock por um período significante e Courtland Sutton pelo ano inteiro. Todos sabem que 2020 é um ano de desenvolvimento para Denver, e fica difícil desenvolver com os jovens talentos fora de campo.

28 (28) - Washington Football Team - 1-1

Esse time não é bom o suficiente para cometer dois turnovers no primeiro quarto, especialmente quando um deles anula uma roubada de bola da defesa. Essa linha defensiva vai dar trabalho para muita gente, mas o ataque é um deserto com um oásis chamado Terry McLaurin.

29 (31) - Cincinnati Bengals - 0-2

Mesmo com a derrota os Bengals sobem um pouco no ranking pelos sinais positivos que Joe Burrow - que precisa urgentemente ser bem protegido - vem dando e pelo time ter feito jogos competitivos contra adversários claramente superiores.

30 (30) - Miami Dolphins - 0-2 O jogo foi bem disputado e Miami teve oportunidades para realmente colocar Buffalo contra a parede. Ainda é um time em evolução, mas o começo 0-2 poderia ter sido bem pior, considerando que foi contra os dois melhores times da divisão. Dito isso, espero ver Tua ainda esse ano.

31 (29) - New York Giants - 0-2

Como nada é tão ruim que não possa piorar, Daniel Jones foi a sua pior versão contra Chicago e Saquon Barkley está perdido para a temporada. A derrota para os Bears quase virou vitória no final, mas só por que o Daniel Jones de Chicago tentou devolver os favores.

32 (32) - New York Jets - 0-2 Aproximadamente 83% do time do San Francisco 49ers sofreu com alguma lesão e nem assim o Jets fez uma graça no jogo. Ceder 55 jardas em uma 3ª para 31, em uma C O R R I D A é simplesmente patético. Na NFL não fazem isso, mas não me surpreenderia nada se Adam Gase fosse demitido ainda em setembro.


LEMBRETE: Sim, eu odeio especificamente o seu time e supervalorizo os rivais, qualquer reclamação pode mandar através do twitter ou, ainda melhor, apoia a gente e participa do grupo do Clube 93 (ah, e a posição da semana anterior está entre parênteses).

45 Jardas

  • Facebook
  • Twitter
  • Spotify
  • Apple Music

© 2020 by 45 Jardas

Newsletter 45 Jardas