• Mateus Fernandes

Power Rankings: Semana 7



A metade da temporada finalmente está chegando e temos um novo líder no power ranking, até por que a NFL super equilibrada de 2020 só tem um time invicto e um time sem vitórias. Sem mais delongas, vamos ao ranking, começando por um time que chegou no topo por merecimento, e nada de clubismo. 1 (3) - Pittsburgh Steelers - 6-0

Após dominar o primeiro tempo contra o então invicto Titans, tanto o ataque quanto a defesa do Steelers vacilaram e permitiram que Tennessee ficasse a um field goal errado de forçar a prorrogação. Dito isso, Pittsburgh tem um dos times mais equilibrados da liga e é o único invicto da temporada, vencendo adversários de todos os níveis. Merece a primeira posição, mas vai ter que suar sangue para se segurar aqui com uma visita a Baltimore no próximo domingo.

2 (2) - Kansas City Chiefs - 5-1

O ataque de Kansas City foi razoavelmente controlado pela defesa dos Broncos durante a maior parte do jogo, mas touchdowns de defesa e special teams abriram uma vantagem enorme que Denver nunca teve uma chance de se recuperar. Não foi um jogo que deu para tirar muitas conclusões sobre esse time, só que ainda é um dos melhores da NFL.

3 (7) - Tompa Bay Buccaneers - 5-2

Tampa tem o melhor DVOA da liga até o momento e, pela segunda semana consecutiva, enfrentou um adversário de qualidade e passou o trator. Mesmo assim, o time fica na terceira posição por que já mostrou momentos de inconsistência na atual temporada e preciso ver esse nível de performance consistente por mais tempo para colocas os Bucs acima de KC ou do invicto Steelers.

4 (4) - Baltimore Ravens - 5-1

BYE

5 (1) - Seattle Seahawks - 5-1

O que acontece quando Russell Wilson não é perfeito? Seattle perde. Arizona tentou dar chances para Seattle abrir vantagem, mas um ataque menos explosivo - apesar de ainda muito bom - e alguns erros decretaram a primeira derrota do time na temporada. Wilson não vai lançar interceptações como a da prorrogação com frequência, mas o resto do time precisa melhorar muito para não depender de um jogo sem erros de seu QB para ter qualquer chance de vitória.

6 (6) - Green Bay Packers - 5-1

Green Bay e Aaron Rodgers deram a resposta perfeita ao vexame sofrido contra os Bucs na semana anterior, com o ataque tratorando Houston graças a Rodgers e um Davante Adams 100% e a defesa não sendo uma total tragédia. Resta ver se esse tipo e performance consegue vir contra uma adversário mais capaz.

7 (5) - Tennessee Titans - 5-1

O Titans só gosta com emoção, mas dessa vez a sorte esteve do outro lado. A defesa ainda é muito suspeita e, embora tenha forçado turnovers, foi controlada com muita facilidade pelo ataque de Pittsburgh no primeiro tempo. A.J. Brown é um monstro, e Tennessee, mesmo perdendo a primeira do ano, segue como umas das equipes mais competitivas em uma duríssima AFC.

8 (9) - Los Angeles Rams - 5-2

Um belíssimo e bem executado plano de jogo ofensivo ajudou os Rams a dominarem com tranquilidade o enganador Chicago Bears. A defesa também merece créditos por ter segurado Chicago a apenas três pontos e ter saído por cima em todos os momentos decisivos da partida.

9 (8) - Buffalo Bills - 5-2

Vencer os Jets só chutando field goals é quase tão preocupante quanto as derrotas sofridas nas últimas semanas e mais do que o suficiente pros Bills seguirem caindo no ranking. O ataque precisa tratar de voltar ao que foi em setembro por que não é todo adversário que essa defesa vai limitar a quatro jardas no segundo tempo.


10 (12) - New Orleans Saints - 4-2

Campanhas do Saints contra o Carolina Panthers: Touchdown; Touchdown; Fumble (na linha de 25 do ataque); Touchdown, Field Goal; Field Goal; Fim de jogo. O fumble foi no único sack sofrido por Brees no jogo, o time converteu 85% das terceiras descidas e o único outro ponto negativo para New Orleans - além da defesa que deixou os Panthers permanecerem no jogo - foram as seis faltas. Essa versão ultra eficiente dos Saints, mesmo sem Michael Thomas, pode ir muito longe.

11 (14) - Arizona Cardinals - 5-2

Arizona está 5-2 com as duas derrotas vindo contra Lions e Panthers. A vitória contra Seattle é gigante em sua importância, mas Kingsbury ainda é um técnico que me parece se complicar em algumas situações, como chutar um field goal em 2ª pra 15 na prorrogação ao invés de tentar ajudar seu kicker, ou ser conservador nos momentos errados, além da defesa, que interceptou Wilson três vezes, ser bastante inconsistente. Por isso hesito em colocar esse time no top 10, mas com certeza Arizona está se saindo bem melhor do que o esperado.

12 (15) - Cleveland Browns - 5-2

Nada como o Bengals pra ajudar os Browns em momentos de crise. A perda de Odell Beckham é gigante, não importa o que algumas pessoas estejam falando e o que aconteceu contra Cincy. Baker, que começou mal demais mas depois acertou 22 passes seguidos (teve um incompleto mas foi spike) pode usar esse jogo para aumentar sua confiança e calar os críticos momentaneamente, mas ele vai ter que fazer atuações desse calibre - ou melhor até já que a defesa adversária ajudou muito - contra adversários capazes. A defesa, por sinal, preocupa demais mesmo com Myles Garrett em chamas.

13 (13) - Indianapolis Colts - 4-2

BYE

14 (16) - San Francisco 49ers - 4-3

Com todos os problemas do mundo caindo nos 49ers o trabalho de Kyle Shanahan, apesar de derrotas marcantes, merece ser muito elogiado. A vitória dominante sob os Patriots é mais um sinal de que esse time ainda é muito forte, mesmo passando por uma temporada dos infernos.

15 (10) - Las Vegas Raiders - 3-3

O placar mostra uma pisa, mas os Raiders foram competitivos na maior parte do jogo, mas o ataque tem que ser perfeito quando a defesa, que geralmente é fraca, está tendo um de seus piores dias. A briga de Las Vegas é pelo wildcard, mas a defesa tem que jogar muito melhor para superar times como Cleveland, o adversário da próxima rodada.

16 (11) - Chicago Bears - 5-2

"They are who we thought they were" - Dennis Green A diferença é que, ao contrário do time de Dennis Green no dia dessa clássica frase, os Rams viram as fraquezas de Chicago e atacaram sem dó. Os Bears ainda tem o suficiente para arrumar uma vaga nos playoffs, mas não é uma ameaça real para a NFC.

17 (17) - Miami Dolphins - 3-3

BYE

18 (18) - Carolina Panthers - 3-4

Mais um jogo bem impressionante do ataque, que não é perfeito mas é muito competitivo, mas a defesa cedeu campanha longa atrás de campanha longa e não conseguiu sair de campo. Esse é o tipo de falha que Carolina tem que resolver para ser um time verdadeiramente competitivo em 2021.

19 (21) - Detroit Lions - 3-3

No duelo dos times experts em derrotas traumáticas os Lions saíram por cima, mas não é um sinal positivo ganhar de Atlanta na bacia das almas por que o RB adversário marcou um touchdown sem querer. Mesmo assim, 3-3 mantém o time vivo na temporada, quem diria.

20 (20) - Los Angeles Chargers - 2-4

Por incrível que pareça essa foi a primeira vitória de Herbert como titular, o que mostra o quanto o Chargers tem dificuldade pra vencer mesmo com o calouro jogando bem. A sorte dessa vez foi que o Jaguars é fraco demais para se aproveitar dos vacilos oferecidos.

21 (19) - New England Patriots - 2-4

Parece que fazem anos desde as primeiras rodadas com Cam jogando bem e o time funcionando mesmo com a falta de talento. Agora Newton parece quebrado e o resto do time não tem nem força pra ajudar o QB. A coisa, que já não está bonita, pode ficar muito feia rapidamente em uma AFC duríssima.

22 (27) - Philadelphia Eagles - 2-4-1

O Eagles vai ganhar essa divisão com uma campanha de 6-9-1, vocês leram aqui primeiro. E ainda acho difícil encontrar quatro vitórias para Philly no restante da temporada.

23 (23) - Denver Broncos - 2-4

A defesa conteve os Chiefs enquanto pode mas uma partida totalmente anêmica do ataque e um erro feio nos times especiais eliminou qualquer chance que Denver tinha de conseguir ser a zebra da temporada. Ainda falta um bom tempo pra esse time ser competitivo.

24 (31) - Washington Football Team - 2-5

Uma vitória dominante sobre Dallas e Washington está a meio jogo atrás dos Eagles, e poderia estar na frente se tivesse convertido os dois pontos contra os Giants. Não que esse time seja bom, o ataque só pareceu competente por que foi contra os Giants, mas a defesa, especialmente Chase Young, segue mostrando um bom potencial. Uma vagas nos playoffs é bem possível para o WFT, quem diria.

25 (25) - Minnesota Vikings - 1-5

BYE

26 (24) - Atlanta Falcons - 1-6

Só cai na linha de uma jarda, Todd Gurley. Só não deixa os Lions marcarem TD com um minuto sobrando, defesa. Só para de perder jogos ganhos, Falcons.

27 (26) - Houston Texans - 1-6

J.J. Watt está triste, Deshaun precisa fazer mágica só pro time não perder de muito, e mesmo assim talvez perca as vezes. O Texans é só triste.

28 (28) - Cincinnati Bengals - 1-5-1

Jogaram como nunca, perderam como sempre. Pelo menos Joe Burrow e o ataque, a defesa entregou um jogo bem vencível de mão beijada para Cleveland.

29 (22) - Dallas Cowboys - 2-5

Se Mike McCarthy for demitido antes do fim da temporada eu não ficaria surpreso, a coisa tá feia nesse nível. Um jovem chamado Ben DiNucci vai ser titular.

30 (29) - Jacksonville Jaguars - 1-6 O Jaguars se transformou no time que perde de pouco mas nunca realmente ameaça o adversário, e esse é um bom resumo do jogo contra o Chargers, que o time até virou, mas nunca teve nenhum controle sobre a partida.

31 (30) - New York Giants - 1-6

Daniel Jones caindo sozinho, e o jogo inteiro contra Philadelphia, é um ótimo resumo de uma temporada onde o Giants teve até algumas oportunidades para estar bem posicionado nessa divisão péssima mas o time não conseguiu sair do seu próprio caminho.

32 (32) - New York Jets - 0-7 Um primeiro tempo surpreendente seguido por um segundo tempo absurdamente apático. É isso, não preciso falar mais nada desse time, só reforçar que é um milagre Gase ainda estar empregado.


LEMBRETE: Sim, eu odeio especificamente o seu time e supervalorizo os rivais, qualquer reclamação pode mandar através do twitter ou, ainda melhor, apoia a gente e participa do grupo do Clube 93 (ah, e a posição da semana anterior está entre parênteses).

45 Jardas

  • Facebook
  • Twitter
  • Spotify
  • Apple Music

© 2020 by 45 Jardas

Newsletter 45 Jardas